O derrame pleural é o excesso de líquido que se acumula no espaço pleural (entre os pulmões e as costelas). Nesse espaço, habitualmente há uma mínima quantidade de líquido e quando há acúmulo pode prejudicar a respiração, limitando a expansão dos pulmões durante a respiração.

As causas mais comuns de derrame pleural são o câncer, a tuberculose, a insuficiência de órgãos (cardíaca, hepática ou renal) e o trauma.

O diagnóstico é feito pelo exame do líquido pleural obtido por punção e biópsia da pleura que pode ser feita por agulha ou por video-toracoscopia.

O tratamento pode ser feito por drenagem pleural (agulha ou dreno),  pleurodese ou em alguns casos pode ser necessária a cirurgia.


 

Voltar